posted : Saturday, May 7th, 2011

tags : reblog

reblogged from : nada extra

versossoltos:

“Por que sinto falta de você? Por que esta saudade? Eu não te vejo mas imagino suas expressões, sua voz, teu cheiro.”

- Machado de Assis.

posted : Saturday, May 7th, 2011

tags : reblog

reblogged from : VERSOS SOLTOS...

(Source: leilockheart)

posted : Friday, May 6th, 2011

tags : reblog

reblogged from : Id Fireside

eu quero uma sobrancelha assim!
  • eu quero uma sobrancelha assim!

posted : Friday, May 6th, 2011

tags : reblog

reblogged from : COFFEESTAINS

posted : Friday, May 6th, 2011

tags : reblog

reblogged from : I'm curious guy

Lindo.Não esqueço, nunca esquecerei…Scusa ma ti chiamo amore!
Quarto indígo, Ela.    “Aquele suspenso de resplendor entre as venezianas e o mar.Mar e terra. Terra de inverno recoberta de amarelo.Mar, aquele amarelo caído de folhas que copiam o sol. Mar e terra, dois incertos e longínquos que experimentam se comunicar, mas não sabem falar.     Se você está e escolhe ficar, então lembre as coisas que não conhece, mantenha-as presas, não deixe que escapem, que chegará o dia em que você poderá conhecê-las.     Se você está aí e sabe como amar, então lembre as coisas que dá, mantenha-as em outro lugar, não deixe que voltem, que chegará o dia em que poderá reavê-las.    Se você está aí e pensa partir, então lembre as coisas que quer, mantenha-as quentes, não deixe que se calem, que chegará o dia em que poderá merecê-las
   E as folhas caem e parecem sóis e cai a neve da espuma do mar. E as duas estão tão juntas que parece um Final”

Lindo.Não esqueço, nunca esquecerei…Scusa ma ti chiamo amore!


Quarto indígo, Ela.

    “Aquele suspenso de resplendor entre as venezianas e o mar.Mar e terra. Terra de inverno recoberta de amarelo.Mar, aquele amarelo caído de folhas que copiam o sol. Mar e terra, dois incertos e longínquos que experimentam se comunicar, mas não sabem falar.
    Se você está e escolhe ficar, então lembre as coisas que não conhece, mantenha-as presas, não deixe que escapem, que chegará o dia em que você poderá conhecê-las.
    Se você está aí e sabe como amar, então lembre as coisas que dá, mantenha-as em outro lugar, não deixe que voltem, que chegará o dia em que poderá reavê-las.
   Se você está aí e pensa partir, então lembre as coisas que quer, mantenha-as quentes, não deixe que se calem, que chegará o dia em que poderá merecê-las

   E as folhas caem e parecem sóis e cai a neve da espuma do mar. E as duas estão tão juntas que parece um Final”

posted : Wednesday, May 4th, 2011

tags :